Não cometa esses 7 erros na busca pelo autoconhecimento

Tempo de leitura: 3 minutos

É fato que nas últimas décadas a busca pelo autoconhecimento ganhou mais significado. Seja por meio das religiões ou de forma individual, as pessoas começam finalmente a entender que sem uma viagem para dentro de si, é impossível tornar-se uma pessoa melhor e experimentar a tal sonhada felicidade.

Mas, como seres falhos que somos, nessa busca cometemos muitos erros. Muitas vezes, mais erramos que acertamos. Porém, isso também faz parte da busca e sempre é tempo de ajustar as velas e recomeçar.

Quer saber que erros são esses? Listamos os 7 mais comuns para você refletir. Confira!

1. Sentir-se superior aos outros

Algumas vezes, na busca pelo autoconhecimento, tropeçamos no orgulho. Sentimos-nos superior e, de alguma forma, beneficiados. Mas isso não passa de ilusão do ego. O processo que estamos enfrentando é o mesmo que todos vão passar, em algum momento de suas existências.

Sendo assim, esse “sentir-se superior” atrasa a caminhada. Não caia nessa armadilha!

2. Focar na dor

Quem diz que se conhecer é sinônimo de dor está enganado. Existe dor sim, mas também existe alegria, descobertas positivas. É verdade que na maioria das vezes abrir os olhos e encontrar as nossas sombras não é fácil e isso pode gerar descontentamento.

Mas trata-se de um processo temporário, pois todo passo em direção à evolução é motivo de alegria.

Alegria porque estamos avançando, saindo da inércia do sofrimento. É mais doloroso viver na ignorância do que entrar no casulo da transmutação. Por um tempo há confusão, dor, incertezas. Mas o despertar é lindo e todo esforço em empreendê-lo vale a pena.

3. Acreditar em fórmulas mágicas

Tão mais fácil quando alguém foi lá e voltou para mostrar o caminho, não é mesmo? A grande questão é que não há sequer um caminho igual ao outro.

A sua estrada é apenas sua e por mais que o vizinho te dê todos os atalhos, eles podem não funcionar para você. Sendo assim, conte com a experiência de quem já passou pelo processo. Mas, não queira usar as fórmulas deles, pois a trajetória é sua e, acredite, é um mundo totalmente novo.

4. Querer salvar o outro

É comum a vontade de querer ajudar quem a gente ama. Queremos que nossos entes queridos despertem e iniciem a busca pelo autoconhecimento junto com a gente. E assim, acabamos cometendo um grande erro, que é tentar salvar o outro.

Quando fazemos isso, além de não salvá-los, deixamos de nos salvar também, pois perdemos o foco. Melhor mesmo é trilhar nosso caminho e deixar ao outro a responsabilidade pela evolução dele. Sua hora vai chegar, isso é certo.

5. Ter pressa

A reforma íntima pode durar anos, décadas, séculos. Não há como prever quando ela findará. Talvez, nunca termine… Então, porque pressa?

Há pessoas que mal começaram e já se consideram despertas, reformadas, prontas. Acredito que cada um tem um tempo. Uns chegam mais rápido, outros nem tanto. Mas, julgar-se à frente dos demais só demonstra que há algo errado.

Vamos devagar, cada um no seu tempo. Vamos focados nas nossas batalhas. Vamos olhando para a nossa vida. E um dia a gente chega lá.

6. Não praticar

Eis uns dos erros mais comuns daqueles que buscam o autoconhecimento. Consomem livros, fazem cursos, assistem vídeos e palestras. No entanto, não praticam o que aprendem. Não internalizam as lições.

E assim, fica como a casa construída sobre a areia. Facilmente se desmancha, porque quando vem a chuva e a ventania, ela não aguenta.

7.  Focar apenas nos resultados

Quando temos uma meta ela deve nos guiar, nos manter motivados. Mas é no caminho que esses resultados se materializam. Não devemos pensar apenas em quando estivermos prontos, mas vivenciar cada passo no caminho da evolução. E aprender com eles.

É o fim do caminho que nos motiva, mas é a caminhada que nos transforma. Foquemos nela também.

Bom pessoal, eram esses os erros que eu queria mostrar a vocês. Você acha que tem mais algum erro na busca pelo autoconhecimento que não citei aqui? Conte para a gente nos comentários e participe do debate!